Diretor de Dying Light 2 diz que os mundos abertos precisam melhorar

Diretor de Dying Light 2 diz que os mundos abertos precisam melhorar

0

Os jogos de mundo aberto ganharam muito espaço na atual geração de consoles. No entanto, o diretor de Dying Light 2, Tymon Smektala, acredita que este gênero precisa melhorar bastante. Não se trata de colocar mais atividades e expandir os limites de exploração, mas sim de promover mundos imersivos e realistas.

Em entrevista ao Official Xbox Magazine (via Eurogamer), Smektala acredita que a próxima geração de consoles vai investir em mundos abertos verdadeiros. O diretor quer ver universos cheios de NPCs e elementos que aumentem a imersividade.

Não creio que os mundos vão ficar maiores. Acredito na mudança da fidelidade de tudo. Eu não acho que as pessoas querem mundos maiores, elas querem mundos de uma melhor qualidade, mais imersivos. Não é difícil para a atual geração criar universos no streaming enquanto você joga. Os dados são carregados aos poucos conforme há a exploração do jogador. Então, é possível criar mundos enormes sem impactar na performance.

Como será o mapa de Dying Light 2

Smektala revelou que a missão principal da Techland com Dying Light 2 é justamente essa: proporcionar um mundo que não aposte na quantidade, mas na qualidade. Ainda sim, não espere por um título pequeno, porque a companhia já disse anteriormente que o mapa será 4 vezes maior que o antecessor.

Está é nossa missão enquanto estúdio: queremos criar mundos abertos em primeira pessoa com gráficos de alta fidelidade e com imersão elevada, garantindo ao jogador a experiência de estar realmente no universo do jogo.

Dying Light 2 chegará aos jogadores no inverno brasileiro. Recentes rumores apontaram a data de lançamento para junho. No entanto, a desenvolvedora não confirmou a informação.

Fonte: Meu PS4, acesso em 2020-01-21 11:41:14

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Trivia PW
Logo
Redefinir Senha
Carrinho
  • Carrinho vazio.