Diretor narrativo de CoD: Modern Warfare comenta missão polêmica da campanha

Diretor narrativo de CoD: Modern Warfare comenta missão polêmica da campanha

0

Polêmicas não faltam em Call of Duty: Modern Warfare. Após o jogo ter sido removido da PlayStation Store russa, uma missão do modo campanha vem dando o que falar. “Highway of Death” atribui à Rússia um atentado de guerra, que na vida real, foi executado pelos Estados Unidos. Agora, a Infinity Ward precisou se explicar.

De acordo com o diretor narrativo, Taylor Kurosaki, os eventos no título não condizem com a realidade, e até citou um país fictício que foi usado na trama, o “Urzikstan”. A entrevista foi concedida ao Games Radar.

Acho que você pode encontrar as palavras “Highway of Death” (Estrada da Morte) serem usadas em muitos casos. A razão de Urzikstan ser um país fictício é porque estamos falando do mesmo tema (guerra) de novo e de novo e de novo nos últimos 50 anos, em todos países do mundo, em todos os lugares do mundo. Não estamos simulando um país ou conflito em particular. Estes são temas que acontecem de novo e de novo com os mesmos protagonistas envolvidos. Não decidimos que lado é bom ou ruim.

Para fazer um contraponto em relação aos norte-americanos, Kurosaki lembra que em Modern Warfare, alguns deles traem uns aos outros.

No nosso game, personagens norte-americanos traem a confiança de outros personagens. Alguns do Oriente Médio recorrem a táticas que você não pensaria serem corretas.

O diretor lembra que existem heróis e vilões na própria Rússia dentro do jogo. Por fim, fala que o objetivo principal da Infinity Ward sempre foi mostrar as consequências da guerra, como as mortes de civis inocentes, por exemplo.

Temos heróis e antagonistas russos neste jogo, e este foi nosso objetivo. Não é propaganda. Estamos reportando o que acontece nas zonas de conflito… e as maiores vítimas das guerras são os civis. Acho que estamos criando consciência nesse aspecto.

Para quem não conhece a história da “Estrada da Morte”, o fato ocorreu no final da Guerra do Golfo, quando as forças dos EUA expulsaram os iraquianos do Kuwait, obrigando Saddam Hussein a declarar retirada. Os fugitivos tentaram escapar pela Rodovia 80, no entanto, uma emboscada dos Estados Unidos bombardeou o comboio e estima-se que até 600 pessoas morreram.

Modern Warfare é criticado por jogadores

Usuários do Metacritic estão descendo a lenha em Call of Duty: Modern Warfare. Mesmo com a boa recepção da crítica especializada (82 pontos nesta quinta-feira, 31), os usuários não parecem nada contentes e seguem negativando o game. Atualmente, a nota dos jogadores se encontra em 32 pontos.

Não é raro encontrar comentários nos quais há o claro descontentamento da abordagem da história. Uma pessoa chegou a dizer que se trata de “uma clara propaganda contra a Rússia“.

Call of Duty: Modern Warfare está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Fonte: Meu PS4, acesso em 2020-01-23 07:00:29

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Trivia PW
Logo
Redefinir Senha
Carrinho
  • Carrinho vazio.