FIFA 20: nova punição a streamer piora relação da EA com fãs

FIFA 20: nova punição a streamer piora relação da EA com fãs

0

A novela do banimento da EA ao famoso (e polêmico) Kurt0411 ganhou mais um capítulo. E, dessa vez, até mesmo quem parecia estar dando razão à empresa se mostrou contrário à arbitrariedade da companhia. Após comunicar Kurt de que ele teria que criar uma conta diferente se quisesse continuar jogando FIFA 20, a publisher o baniu novamente.

Aqui vai um contexto para entender melhor o caso: Kurt vem sendo criticado pela EA pelo seu comportamento explosivo e, em muitos casos, desrespeitoso com a empresa (e seus funcionários). Ele fez, por exemplo, com que o apelido de “ratos” se popularizasse dentro da comunidade, para se referir a quem trabalha com FIFA.

Não foi divulgado exatamente o que ele fez para ganhar o banimento, mas os relatos que correm nas redes sociais são de que ele foi extremamente grosseiro e desrespeitoso com funcionários da companhia, além de ter um comportamento explosivo e crítico durante o tempo em que fazia streams.

Após advertências e suspensões, a companhia decidiu banir a conta do ex-pro player, que virou streamer justamente por ter sido proibido de jogar os campeonatos no FIFA 19, dos seus jogos. Ou seja, adeus “Kurt0411”. Contudo, segundo ele, no comunicado que lhe foi enviado, a própria EA dizia que ele poderia criar uma nova conta se quisesse.

Foi o que ele fez – para voltar a fazer streamings na Twitch na última segunda-feira (02). Foi um baita sucesso, com mais de 15 mil pessoas assistindo simultaneamente uma live, onde ele criou um time do zero e teve resultados expressivos no modo “Draft” do FUT. Porém, para sua surpresa, pouco depois, na madrugada, a conta nova foi banida.

Então, ele usou seu canal no YouTube, que está se aproximando dos 100 mil inscritos, para falar do caso. Só que o pior ainda estava por vir: a EA Sports notificou o jogador à Twitch, por estar infringido os seus direitos de copyright. O resultado foi a exclusão do canal de Kurt, que ele usava como “ganha pão”, da plataforma.

Comunidade de FIFA 20 apoia Kurt

No Twitter, então, ele se posicionou novamente, e recebeu um enorme apoio de criadores de conteúdo e jogadores comuns. Abaixo, você confere algumas das mensagens de outros grandes perfis relacionados ao FIFA 20 que manifestaram-se favoráveis ao streamer.

“Totalmente com você nessa, parceiro. Isso tomou proporções maiores e virou totalmente a seu favor nos últimos dias com a forma com que essa empresa agiu. Sem palavras”, disse Matt, um dos mais famosos especialistas em “trading” no Ultimate Team de FIFA 20.

Outro jogador bem famoso por suas dicas e streamings na Twitch, Nick, do canal Run The FUT Market, sugeriu uma partida cooperativa de MyClub, modo concorrente do FUT. Aliás, eFootball PES 2020 já vinha sendo utilizado em algumas streams e vídeos no YouTube de Kurt, com o seu personagem “Alien” no modo carreira do game da Konami.

Há até quem esteja aconselhando o streamer a buscar vias legais de solucionar o caso. É o caso do perfil FutSpy, que diz que Kurt deve arrumar um bom advogado para resolver essa situação, porque ele tem “um bom caso”.

Pro player do Seattle Sounders, da MLS, Nick Mars foi outro que falou em processar a EA, além de destacar que “é nojento de ver isso”. Segundo ele, a companhia “não aguenta a verdade”, mas pelo menos, “foi bom vê-los sendo expostos nessa última semana”.

Um post que resumiu bem o caso – e a insatisfação da comunidade com a EA Sports – foi esse acima. A EA baniu Kurt mais rápido do que corrigiu a falha nos stats de Riquelme, o novo icon apresentado ontem que chegou ao mercado com números errados na sua carta. Prioridades, não é mesmo?

Até o momento, a companhia não comentou o caso na sua conta de comunicação do FIFA. Já o post de Kurt tem mais de 22 mil curtidas, e o vídeo no YouTube conta com quase 127 mil visualizações e 13 mil likes.

Reclamações constantes

Essa não é a primeira, e certamente não será a última, reclamação forte da comunidade de FIFA contra a EA Sports – especialmente desde o FIFA 19. O banimento seletivo de pessoas (segundo os jogadores nas redes sociais, há pro players com condutas tóxicas que não são tão punidos, outros que cometem “desvios”, como compra/venda de moedas) é só uma.

As falhas de conectividade, como as que fizeram a última Weekend League ser prolongada por mais 24 horas, a comunicação escassa e fria da empresa com os jogadores e os bugs já conhecidos e não corrigidos completam a lista. Sem falar no bizarro caso em que houve um “pedra, papel e tesoura” para definir uma qualificatória profissional do FIFA 20.

Aqui no Brasil, o alvo das reclamações mais recentes é o DLC da Conmebol Libertadores (e Conmebol Sul-Americana). A empresa fez toda uma campanha de divulgação do conteúdo, prometeu que o campeonato mais importante da América Latina estaria completo no jogo, mas… Na “Hora H”, não teve os direitos dos jogadores dos times brasileiros.

FIFA 20

Ou seja, as equipes exclusivas de eFootball PES 2020 continuam 100% somente no game da Konami. Uniformes e escudos de times como Flamengo e Vasco até chegaram ao FIFA 20, mas nada de Gabigol e Guarín, por exemplo. Só nomes genéricos. Uma ducha de água fria em quem esperava suas equipes de coração no título da EA Sports.

É incrível como um jogo que chegou considerado por muitos “o melhor FIFA de todos os tempos”, inclusive pelo próprio Kurt (nós avisamos para ter calma), chegou a esse ponto. Apesar da variedade de conteúdo no FUT e do gameplay “menos quebrado” do que no FIFA 19, a relação da EA com os fãs vem sofrendo de forma sem precedentes.

Fonte: Meu PS4, acesso em 2020-03-04 12:24:31

Tags:

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Trivia PW
Logo
Redefinir Senha
Carrinho
  • Carrinho vazio.